search
Entrar
Anúncio publicitário

Anúncio publicitário



Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

2 votos
Se sim, por que?
em Direito Civil
reclassificada
Anúncio publicitário

1 resposta

1 voto

Não,

"Entende-se por contrato de adesão aquele apresentado pronto para aceite, já elaborado e até mesmo impresso por uma das partes. Sendo, geralmente, voltado para um público em massa , não restando oportunidade de discutir as cláusulas propostas ou modificá-las.

Já o contrato de comodato é contrato bilateral, gratuito, pelo qual alguém (comodante) entrega a outrem (comodatário) coisa infungível, para ser usada temporariamente e depois restituída. Uma vez que a coisa é infungível, gera para o comodatário a obrigação de restituir um corpo certo (art. 579 e ss. Do Código Civil).

Por ter essas características, quais sejam a bilateralidade e infungibilidade do bem, podemos afirmar que o contrato de comodato não é contrato de adesão, mesmo que o comodatário não altere o contrato, uma vez que, esse tipo de contrato dá a possibilidade ao comodatário de alterar suas cláusulas e não é voltado para um público em massa, pois versa sobre um bem infungível, não sendo possível ter a mesma forma, os mesmos encargos e versar sobre o mesmo tempo para mais de uma pessoa, isto é, a menos que as duas ou mais pessoas forem comodatárias solidárias."[1]

 

1.325 pontos
editado por
0

"Já o contrato de comodato é contrato bilateral"

O contrato de comodato, via de regra, é unilateral, isso porque o comodatário é o único que assume obrigações neste contrato, o cessionário, o que recebe. A maior parte da doutrina diz que é unilateral. 

Art. 581 cc/02 "Se o comodato não tiver prazo convencional, presumir-se-lhe-á o necessário para o uso concedido; não podendo o comodante, salvo necessidade imprevista e urgente, reconhecida pelo juiz, suspender o uso e gozo da coisa emprestada, antes de fino o prazo convencional, ou o que determine pelo uso outorgado.

Diante deste dispositivo do CC/02, se tem obrigação de se respeitar o prazo, o contrato é bilateral, gera reciprocidade obrigacinal. Portanto, pelo art. 581 o contrato de comodato seria bilateral.
 

Anúncio publicitário

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de fazer algo que possa afetar seus direitos.


Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

...