search
Entrar
Anúncio publicitário

Anúncio publicitário



Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

0 votos
"Carlos, na madrugada do dia 7/10/2017, ao voltar para casa dirigindo, depois de ter passado a noite em um bar bebendo com amigos, acabou colidindo com outro veículo, cujo motorista, Walter, ficou bastante machucado, tendo Carlos sofrido apenas alguns arranhões causados pelo vidro quebrado. Devido à intensidade dos ferimentos do condutor do carro abalroado, fez-se necessário o atendimento pelos bombeiros, que de pronto o puseram na ambulância, a fim de ser conduzido para o hospital Miguel Couto, pois havia risco de morte.  Contudo, nesse trajeto, o motorista da ambulância em que se encontrava Walter teve que fazer uma manobra brusca, motivada por um mendigo que atravessou abruptamente a rua, ao que perdeu o controle da direção e caiu, com as rodas para cima, no canal da Avenida Visconde de Albuquerque. O motorista da ambulância e o bombeiro que estava na cabine conseguiram escapar sem ferimentos, mas a vítima do primeiro acidente e o médico bombeiro que estava com ela na parte de trás morreram afogados. Após a conclusão do inquérito policial que foi instaurado para apurar conjuntamente os dois episódios, concluiu o Ministério Público que Carlos seria responsável, com dolo eventual, pelas mortes de Walter e do médico bombeiro, tendo assim oferecido denúncia (petição inicial do processo penal de ação pública) contra ele, no dia de ontem, acusando-o pelo cometimento do crime do art. 121, caput, por duas vezes. Procurado por Carlos, analise a situação, refletindo sobre a linha de defesa que deverá ser adotada no processo criminal a que responderá."
em Direito Penal 0 pontos
Anúncio publicitário

Entre em sua conta ou cadastre-se para responder.

Anúncio publicitário

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de fazer algo que possa afetar seus direitos.


Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

Perguntas relacionadas

...