search
Entrar
Anúncio publicitário

7.406 perguntas

3.762 respostas

1.490 comentários

14.399 usuários

Anúncio publicitário



Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

0 votos
O processo é de cobrança de alimentos pelo rito da prisão, por se tratar de acordo não cumprido. A juíza entendeu que não pode ser pelo rito da prisão por não ser somente pedido das 3 ultimas verbas não pagas. Mas existe enunciado no TJ RJ que diz que o não pagamento de acordo de alimentos pode ensinar prisão. Agravei para manter o rito da prisão porque o alimentante não pagaria se fosse pelo rito da penhora. Não tem nada no nome dele, mas se for preso sempre aparece dinheiro. O agravo não foi julgado no mérito mas não obteve efeito suspensivo . A juíza mandou adequar a planilha sob pena de extinção. Eu posso esperar o julgamento do agravo sem correr risco de extinção, ou preciso fazer o que ela determinou e depois mudar, no caso de um julgamento favorável do agravo?
em Processo Civil
Anúncio publicitário

1 resposta

0 votos

A concessão de efeito suspensivo impede que a decisão atacada produza efeitos imediatos. Na falta desse benefício, o processo corre normalmente, de modo que as partes devem acatar as decisões do juiz.

Doutrina

"O efeito suspensivo é aquele que provoca o impedimento da produção imediata dos efeitos da decisão que se quer impugnar."

CUNHA, Leonardo José Carneiro da; DIDIER JR., Fredie. Curso de Direito Processual Civil. Meios de impugnação às decisões judiciais e processo nos tribunais. 13 ed. Bahia: JusPodivm, 2010, p. 141.

Renan Akamine é fundador do site Pergunte Direito e graduado em Direito pela PUC-SP.
7.929 pontos
Anúncio publicitário

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de fazer algo que possa afetar seus direitos.


Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

Perguntas relacionadas

...