search
Entrar

Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

1 voto
Olá meus caros ! Sou recém habilitado e gostaria de tirar algumas dúvidas se possivel:
 
Como sabemos, ajuizamento de uma execução fiscal interrompe a prescrição. Porém, sem sucesso em localozar bens, a procuradoria pede desistência do processo, que é homologada pelo juíz. Assim, o crédito objeto da execução volta para a dívida ativa, no caso do município de BH.
 
Pergunto: como fica o prazo prescricional para a cobrança da divida fiscal ? Ouvi dizer que ao voltar para a divida ativa, com a extinção do processo, inicia-se do zero o prazo prescricional de 05 anos... Procede ?
em Direito Tributário 5 pontos
editado por
0

Prezado, boa noite. Seja bem vindo ao Pergunte Direito! Aqui no site cada página de pergunta trata de apenas uma discussão, de modo a promover o aprofundamento na questão proposta. Publiquei o seu segundo questionamento aqui: O prazo quinquenal é reiniciado a partir do protesto judicial ou em outro momento? Para receber notificações daquela pergunta, clique na estrela ao lado do título dela.

0
Muito obrigado pela instrução, bem como pelo fracionamento das dúvidas.

No futuro irei proceder da forma adequada. Espero poder contribuir quando possível.

 

Cordialmente,

Felipe Tonucci
Anúncio publicitário

Sabe a resposta? Divida com a gente!

Nome (opcional):
Você será notificado no email acima quando houver novidades para sua publicação.
Verificação anti-spam:
Você está publicando como anônimo. Para evitar a verificação anti-spam no futuro, entre em sua conta or cadastre-se. Usuários cadastrados com email confirmado não precisam aguardar a fila de moderação. O conteúdo dos demais usuários será aprovado em até 24 horas, por ordem de chegada.

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de fazer algo que possa afetar seus direitos.


Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

Perguntas relacionadas

...