Anúncio publicitário

Empregado que mora longe da família tem direito a dias de folga adicionais?

0 votos
perguntado em 18 de janeiro de 2016 em Direito Trabalhista por julio damasceno Novato (0 pontos)
editado em 18 de janeiro de 2016 por Renan Akamine

folga de campo, para ver a familia, para os empregados que trabalham em outro estado?

gostaria de saber quantos dias de folga de campo o empregado tem direito, quando se trabalha em outro estado...
exemplo:  Do meu endereço atual , ate meu local de trabalho é acima de 1000 km, nesse caso fico sem ver minha familia, pois tenho que residir mais proximo de onde eu trabalho... entao gostaria de saber de quantos em quantos meses poderia tirar uma folga pra essa finalidade, e quantos dias de  folga posso ter...  pois uma distancia como essa nao da pra vim no final de semana ver familiares , com o intuito de voltar a  trabalhar na segunda feira da semana seguinte...
em alguns casos ,para os empregados casados, a empresa assume a responsabilidade de pagar uma ajuda de custo, para que esse empregado possa trazer sua familia para a cidade na qual ele trabalha.... e dessa forma este empregado perde o direito de conceder folga campo.
Mas e para os empregados solteiros  como seria esse acordo??

Uma resposta

0 votos
respondida em 22 de maio de 2017 por Renan Akamine Nível 9 (2,339 pontos)

Não existe previsão do direito de folgas adicionais com base em morar longe da família, para empregados casados ou solteiros. Na CLT, as hipóteses de faltas justificadas são restritas ao conteúdo dos artigos 131 e 473. Por outro lado, não há proibição ao empregador ceder, a seu critério, folgas remuneradas adicionais:

CLT, Art. 131 - Não será considerada falta ao serviço, para os efeitos do artigo anterior, a ausência do empregado: (Redação dada pelo Decreto-lei nº 1.535, de 13.4.1977)

(...)

IV - justificada pela empresa, entendendo-se como tal a que não tiver determinado o desconto do correspondente salário;

Anúncio publicitário

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de tomar qualquer ação que possa afetar seus direitos.

Tem uma dúvida?

Faça uma pergunta
Anúncio publicitário
...