search
Entrar

Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

0 votos
em Processo Penal 32 pontos
Anúncio publicitário

1 resposta

0 votos
 
Melhor resposta
A questão é objeto de controvérsias. Há quem entenda que não existe diferença entre os princípios mencionados, argumentando que atribuir distinção, colocando a plenitude de defesa em grau superior, traria como consequência relegar a defesa exercida perante o juízo singular a um patamar inferior, como se o acusado nesse caso não pudesse fruir dos mesmos direitos e garantias que o réu no âmbito do Tribunal do Júri.

Prevalece, contudo, a tese de que ampla defesa e plenitude de defesa não são princípios idênticos.

A ampla defesa, aplicável a todos os procedimentos, deve ser extensa e abundante, garantindo-se ao réu farta possibilidade de provar sua inocência.

Já a plenitude de defesa, aplicável apenas ao rito do júri, deve ser integral e completa. Portanto, mais abrangente que a ampla defesa.

Isto se dá pois no rito do júri os julgadores são leigos, não possuindo conhecimento técnico para suprir eventual falha da defesa.
32 pontos

Isenção de responsabilidade

As respostas e comentários do Pergunte Direito não são aconselhamentos legais, não criam relações advogado-cliente e não são ofertas de serviços jurídicos. A finalidade deste site é restrita a estimular a troca de conhecimentos acadêmicos e de utilidade pública.

Se você ignorar este aviso e fornecer informações confidenciais em mensagens privadas ou públicas, não haverá obrigação de manter a informação sigilosa ou de renunciar a atuação contrária a seus interesses.

Consulte um advogado antes de fazer algo que possa afetar seus direitos.


Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

Perguntas relacionadas

...